Universidades brasileiras em ranking mundial diminui

Apenas uma instituição privada do país entrou na lista. Maioria é federal

SHARE
, / 348 1

Universidades são anualmente avaliadas pela conceituada revista britânica Times Higher Education (THE) que faz um ranking das 1000 melhores do mundo. Nessa última avaliação o Brasil teve 15 instituições inclusas.

Ano passado 21 entraram para a lista, e em 2016, 27.

Foram avaliadas instituições de 36 países. A revista leva em conta número de citações em pesquisa, grau acadêmico dos professores, entre outros critérios. A britânica Universidade de Oxford ficou em primeiro lugar pela segunda vez consecutiva.

Universidades brasileiras

Das brasileiras, a Universidade de São Paulo (USP) teve a melhor posição – ficou na faixa que abrange 251ª a 300ª colocada. Após a 200ª posição, a pesquisa considera as instituições por grupo, e não mais de forma individual.

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) ficou na faixa 401- 500 e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 601-800, completando o time das três brasileiras com melhores posições.

A Universidade Federal de Uberlândia (UFU), a Universidade Federal da Bahia (UFBA) e a Universidade Federal do Pará (UFPA) estão entre as 5 brasileiras que entraram pela primeira vez no ranking.

A Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) foi a única instituição privada presente no levantamento.

Leia também:

 

Cursos a distância puxam a expansão do ensino superior

Autor

Artigos relacionados

<

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN