A tecnologia e a democratização do acesso à educação no EAD

Como o ambiente virtual de aprendizagem aliado à gestão eficiente pode levar a educação a todos os cantos do Brasil

SHARE
, / 2210 0

 

O estudante Felix Bento do Nascimento encontrou mais tempo para o lazer com sua família, quando optou por um curso superior de Marketing no ensino a distância do Centro Universitário Maurício de Nassau (Uninassau), com sede em Recife (PE). Para ter bom desempenho nos estudos, comenta paulatinamente que o EAD exige: “de-di-ca-ção”.

Para se entusiasmar nessa jornada, o estudante elogia a proposta do ambiente virtual de aprendizagem utilizado por sua universidade. “Além da mobilidade, o grande diferencial é que o conteúdo nas unidades é colocado de forma interativa, que torna o aprendizado mais interessante do que apenas ler no livro”, diz.

Integrante do grupo Ser Educacional, a Uninassau utiliza ferramentas da plataforma Blackboard para atividades como: compartilhar conteúdos pedagógicos, promover interação nos fóruns, fazer avaliações e aulas ao vivo, entre outras ações no processo de ensino e aprendizagem.

Na visão do diretor de EAD do grupo, Enzo Moreira, a organização vive uma importante fase digital que envolve gestão e questões acadêmicas – e a ferramenta tem apresentado resultados ideais para esse momento da IES.

“O grupo Ser Educacional investe fortemente em tecnologia, com uma robusta plataforma de e-learning, realidade aumentada, recursos de aulas ao vivo pela internet, entre outros exemplos de inovação no ensino”, diz.

Na visão do diretor, a ferramenta da Blackboard apresenta funcionalidades necessárias para os bons resultados que o grupo pretende alcançar. “Reúne todas as características que devemos procurar em um bom AVA: ergonomia, segurança, robustez, interatividade, facilidade de acesso e convergência digital”.

Facilitar o acesso ao ensino
“Não tenho dúvidas que o EAD tem um papel importante na democratização do ensino superior brasileiro”. A afirmação de Moreira é baseada no fato de a tecnologia possibilitar a chegada da educação em lugares onde não há estrutura para a oferta de ensino superior presencial.

“Este é um dos pontos em que se justifica a utilização da tecnologia para levar educação de qualidade com recursos modernos, sem a barreira da presencialidade física”, conclui.

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN