Uma ciranda poética

Livro aborda o vínculo dos poemas com outras formas de expressão artístico-culturais

SHARE
, / 1055 0

 Não é à toa que Uma ciranda sem fim é o subtítulo do livro Poesia infantil e juvenil brasileira, organizado pelos professores doutores Vera Teixeira de Aguiar, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) e João Luís Ceccantini, da Faculdade de Ciências e Letras de Assis da Universidade Estadual Paulista (Unesp). Como numa dança de roda, em que cada dançarino individualmente relaciona-se de modo integrado ao todo, os textos dessa obra compõem um todo harmônico e orquestrado, embora abordem o tema da poesia para crianças e adolescentes sob os mais diferentes aspectos.

Os capítulos são assinados por pesquisadores de diferentes instituições de Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo. Eles exploram o tema a partir de seus aspectos históricos, estruturais, temáticos e autorais. Os gêneros poéticos e a relação com o público leitor também são tratados pelos autores, que não deixam de lado o vínculo dos poemas com outras formas de expressão artístico-culturais, especificamente as ilustrações, as cantigas e outras formas orais da cultura popular.
#R#

Aos organizadores coube a tarefa de abrir e de encerrar a obra com análises, comentários e apreciações sobre as origens das publicações de poemas endereçadas aos leitores não adultos. Nessa contextualização, eles mostram como tais livros foram se construindo enquanto arte, desvencilhando-se, assim, de seu caráter pedagógico, e como a cultura popular, sobretudo os poemas orais, servindo de base para a consolidação do gênero.

Essa diversidade de abordagens confere ao livro um colorido plural e, ao mesmo tempo, complementar. Sem dúvida, essa publicação vem preencher uma lacuna existente no campo das publicações que discorrem sobre o trabalho com o poema em sala de aula.

Engana-se quem pensa que a pesquisa está distante das boas práticas desenvolvidas nas escolas e dos leitores não especializados.

Os autores utilizam-se de uma linguagem acadêmica, mas perfeitamente acessível. Ao final de cada capítulo são propostas atividades práticas que propiciam tanto a exploração dos aspectos formais dos poemas como a comparação do gênero com outras modalidades artísticas. Uma ciranda imperdível, sem dúvida.

 

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN