Palavra exclusiva

Comitê olímpico tenta barrar torneios batizados de “olimpíada”

SHARE
, / 690 0

O Comitê Olímpico Brasileiro foi à Justiça para impedir que universidades e associações de pesquisa usem a palavra “olimpíada” em seus torneios educacionais. A Fundação Itaú Social, uma das instituições responsáveis pela Olimpíada de Língua Portuguesa, junto com o MEC, os organizadores da Olimpíada de Astronomia e a Unicamp, que realiza a Olimpíada Nacional em História do Brasil, foram notificados extrajudicialmente pelo COB em novembro, pelo uso “indevido” da expressão nos nomes dos eventos.  O comitê considera o uso da palavra como “privativo” dos comitês Olímpico e Paraolímpico e afirma, em nota, que as cartas enviadas às instituições têm “caráter educativo”, apenas para garantir a propriedade do termo, que pertenceria ao Comitê Olímpico Internacional. A medida fez efeito em pelo menos um caso: a Olimpíada Brasileira de Foguetes virou Mostra Brasileira de Foguetes. A medida contraria decisões de ministérios como o da Educação e o da Ciência, Tecnologia e Inovação, que ainda não foram notificados pelo COB.

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN