Formação para o futuro

Com cursos de capacitação, o Instituto de Oportunidade Social promove a inclusão de jovens no mercado de trabalho, além de beneficiar as empresas parceiras …

SHARE
, / 586 0

Com cursos de capacitação, o Instituto de Oportunidade Social promove a inclusão de jovens no mercado de trabalho, além de beneficiar as empresas parceiras com mão de obra qualificada

por Juliana Duarte

184_41

Há 15 anos o Instituto de Oportunidade Social (IOS) oferece o suporte necessário para a construção de um futuro promissor. Seu objetivo é garantir formação de qualidade a jovens de baixa renda com idade entre 15 e 24 anos e portadores de deficiências. Com 16 unidades em funcionamento no Brasil e uma em Angola, a organização sem fins lucrativos disponibiliza cursos de capacitação gratuitos com duração de seis meses.

Nas aulas, o estudante aprende a se portar em entrevistas de emprego, lidar com softwares de gestão, comunicar-se, redigir e-mails e vivenciar a rotina de uma grande companhia. “A capacitação vai além da classe. O aluno sai mais preparado e confiante, o que faz o índice de empregabilidade crescer”, afirma Priscilla Oliveira, líder pedagógica do IOS. No primeiro semestre de 2013, 135 dos 429 alunos formados nas unidades do estado de São Paulo ingressaram no mercado de trabalho, o que representa um índice de 31,47%.

O instituto está presente no Mato Grosso, Paraná, Santa Catarina, São Paulo (capital e interior), Goiás, Rio de Janeiro, Minas Gerais (capital e interior) e na África. Para participar dos cursos o IOS exige alguns pré-requisitos, como estar matriculado no ensino médio da rede pública e apresentar um comprovante de renda familiar. As admissões são realizadas após uma análise do perfil do aluno. “Em alguns casos, aceitamos estudantes do ensino superior, mas isso depende das necessidades e condições financeiras de cada um”, explica Priscilla.

Apoio empresarial
As atividades desenvolvidas pelo Instituto acontecem com o apoio da TOTVS, empresa de serviços e tecnologia, fundadora e mantenedora do projeto. “Fazemos doações e disponibilizamos a licença de uso de softwares de gestão, que possibilitam um grande aprendizado”, afirma Saulo Porto, diretor de relações institucionais da TOTVS e presidente do IOS.

Capacitar jovens é uma tendência entre as empresas de tecnologia que conseguem aliar a responsabilidade social à chance de ter profissionais mais preparados. De acordo com uma pesquisa divulgada recentemente pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), 65% das empresas brasileiras apontaram a falta de mão de obra qualificada como um grande problema para o desenvolvimento do setor. “Capacitar é sempre muito produtivo para os dois lados. Todos saem ganhando”, afirma Porto.

O curso ministrado pelo IOS é totalmente voltado para atender a esse objetivo. As aulas são aplicadas por profissionais do setor administrativo e de tecnologia, professores de português e matemática, pedagogos e psicólogos. Os encontros têm carga horária de seis horas diárias e são divididos em módulos: Conceitos de Negócio; Comunicação e Expressão; Cálculo Matemático; e Desenvolvimento Comportamental, workshops com debates, dinâmicas de grupo e gravação de vídeos. “Com esses pilares, entendemos que o aluno sai com uma base para conseguir uma boa colocação no mercado”, comenta Priscilla. Ao final de todas as etapas, é necessário elaborar e apresentar um trabalho, que será analisado pelos instrutores.

Além de oferecer a capacitação, o IOS é responsável por intermediar o contato entre a empresa contratante e o aluno por meio de um banco de currículos.

Desde a inauguração do IOS, mais de 24 mil estudantes foram formados em todas as unidades – a média de empregabilidade ao longo deste período é de 52%.

O fluxo de contratações é grande, pois o instituto firmou parcerias com companhias de diferentes setores, entre elas a TOTVS, que absorve anualmente em torno de 10% dos talentos formados pela iniciativa.

Mentoria direcionada
Além da mantenedora TOTVS, o IOS conta com o apoio de outras empresas, entre elas a IBM e a Accestage. Essas parcerias possibilitam o desenvolvimento de projetos que complementam a formação do jovem, como o IOS Mentor. A companhia interessada em participar do programa escolhe os alunos com base no perfil cedido pelo Instituto e disponibiliza funcionários que atuarão como mentores. “Ter esse contato com quem já está no mercado é imprescindível para os alunos”, diz Priscilla.

O conglomerado britânico de bebidas Diageo também apoia o IOS e ajudou a deixar as aulas mais interativas ao doar computadores. “Em troca, capacitamos ótimos profissionais para diversas áreas”, diz Priscilla.

Ao final de cada ciclo, é a vez de os formandos ajudarem o próximo com o Projeto Solidariedade. Os alunos escolhem uma instituição e desenvolvem atividades sociais. Todas são documentadas e apresentadas aos instrutores ao final do semestre.

Além da capacitação
O instituto também é responsável por mudar a trajetória de estudantes. Cursar uma universidade não fazia parte dos planos do aluno Rafael Santana de Almeida, de 16 anos. Seu objetivo era conseguir um emprego e para alcançar essa meta, ele decidiu procurar o IOS. “Fiz a matrícula e ao longo das aulas vi que é preciso fazer uma faculdade para ter mais chances de trabalho”, afirma.

O diferencial do instituto é o fato de não ficar restrito à resolução de problemas imediatos, mas sim garantir uma base sólida para a construção de um futuro promissor. “A maioria chega sem saber o que fazer e não enxerga a importância de dar continuidade aos estudos. É muito bom ver essa mudança no comportamento de cada um”, ressalta Priscilla.

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN