O que há por trás do desejo de empreender

Jovens compreendem que trabalho não é só gerar dinheiro. Pesquisa aponta ainda que 8 em cada 10 entrevistados da classe C preferem ter seu próprio negócio

SHARE
, / 229 0
jovens e o empreendedorismo

Relatório foi feito com jovens da classe A, B, e C (foto: Shutterstock)

Uma pesquisa qualitativa realizada com 400 jovens de 15 a 29 anos mostrou que 60% deles acreditam que empreender não é só fazer dinheiro, mas inovar e transformar a sociedade ao seu redor.

O levantamento foi realizado pela Fundação Telefônica Vivo, em parceria com Ibope Inteligência e Rede Conhecimento Social, a partir de entrevistas com pessoas das classes A, B e C, de todas as regiões do país.

Outro dado interessante da pesquisa diz respeito aos contrastes entre as classes sociais. Diferente das classes AB, em que 4 em cada 10 jovens preferem ser empregados ou funcionários de uma empresa, a juventude da classe C prefere ter o seu próprio negócio a trabalhar em ambiente corporativo.

São 8 em cada 10 pensando dessa forma por acreditar que assim serão protagonistas de suas vidas. Esse aspecto está associado ao contexto social, que os torna mais criativos e corajosos justamente pelas dificuldades de sua condição econômica e social.

Esses jovens tendem a ser mais objetivos no que buscam, procurando algo mais concreto, acreditando que, assim, podem evitar incertezas do mercado de trabalho.

Leia também:

Educadores e gestores desenvolvem uma trilha para guiar as instituições que enfrentam dificuldades para mudar o ensino e a gestão

Artigos relacionados

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN