Cai procura pelos cursos de engenharia

Entretanto, número de concluintes ainda é alto. Dados são do Censo da Educação Superior

SHARE
, / 373 1

O propagado déficit de engenheiros no Brasil serviu de estímulo para muitos jovens escolherem a profissão.

Em 2011, o Censo da Educação Superior revelou que o número de ingressantes nas engenharias havia dado um salto de 35% na rede privada. Ainda que não no mesmo ritmo, o crescimento se manteve até 2014.

Em 2015, contudo, houve uma queda de 10% e, em 2016, de 13,3%.

Por outro lado, o número de concluintes continua em alta e registrou em 2016 um crescimento de 23,5%, sendo 27,2% na rede privada e 14,9% na rede pública.

Os dados mais recentes também atestam que o curso de engenharia civil continua sendo o mais procurado da área.

Leia também:

Primeira universidade do mundo baseada na tecnologia blockchain é lançada

 

Artigos relacionados

<

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN