Apostando no aluno

BOAS PRÁTICAS | Edição 196 Instituto Mauá envolve professores e alunos no auxílio a estudantes com dificuldades de aprendizado por Fernando Oliveira Dificuldade de …

SHARE
, / 595 0

BOAS PRÁTICAS | Edição 196

Instituto Mauá envolve professores e alunos no auxílio a estudantes com dificuldades de aprendizado

por Fernando Oliveira

Atendimento especial: programa propõe estudos dirigidos com apoio de professores e alunos

Dificuldade de aprendizagem, transtorno de déficit de atenção e dislexia são problemas comuns, mas que podem fazer com que o aluno desista de seu curso se não forem resolvidos rapidamente. Foi pensando em atender a demandas como essas que o Instituto Mauá de Tecnologia criou o Programa de Apoio ao Aluno. Segundo o coordenador do ciclo básico dos cursos de engenharia, professor Hector Chaves Gil, o programa surgiu para estruturar o auxílio que a instituição já queria oferecer aos seus estudantes em diferentes áreas.

O principal foco do programa é ajudar os alunos da série inicial dos cursos de engenharia que apresentam dificuldades em acompanhar as aulas. Segundo o professor, a evasão nos cursos da área no país é grande e a principal causa apontada por ele é a aprendizagem deficiente no ensino médio, que compromete o acompanhamento das aulas no ensino superior. Ele explica que uma prática comum de estudantes com dificuldade em acompanhar o curso era procurar cursinhos ou empresas que oferecem aulas complementares. A solução encontrada pela instituição foi orientar os professores das disciplinas mais requisitadas a fazerem atendimentos aos alunos, além do oferecimento de estudos focados nesses conteúdos.

Além dos docentes da própria instituição que participam do programa, outros profissionais são contratados de acordo com a demanda. Hector explica que também são contratados engenheiros, principalmente recém-formados ou que estão na pós-graduação, para oferecer estudos dirigidos. “Participar do programa é uma preparação para alunos formados, principalmente para treiná-los antes de entrar em uma sala de aula no futuro”, ele avalia. Estudantes também participam como monitores das disciplinas, auxiliando o docente durante a evolução do curso. Segundo ele, outro ponto positivo do programa é melhorar o relacionamento entre alunos e professor, pois este tem a chance de conhecer cada um e suas dificuldades, facilitando o andamento da disciplina.

Além do auxílio durante o processo de adaptação, o programa também oferece apoio aos estudantes que possuem dificuldades especiais, como dislexia e autismo. Com o diagnóstico, é feita uma entrevista pela equipe do programa e eles são encaminhado para profissionais que atendam as suas demandas específicas.  Para esses casos, Hector afirma que muitos jovens procuram a instituição justamente por oferecer esse tipo de apoio a necessidades especiais.

 

Raio X
Programa de Apoio ao Aluno
Quantos alunos participam: 400 por bimestre
Profissionais  envolvidos: Em média, 20 professores

 

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN